19.8.08

Photobucket

O rapaz arrependeu-se:
- Não chores. Eu acredito.
- Pudera, até no escuro se bate com a cabeça na verdade.
- Cá estou às cabeçadas.

Carlos de Oliveira, in Uma abelha na chuva
Imagem: Ralph Gibson

4 comentários:

Ana disse...

Gostei do post! Também eu me passeio por aí às turras de vez enquando. Acho que ninguém escapa.

Dito de forma muito linda.

ivan disse...

porra, ando sempre a bater com a cabeça, mas ainda não encontrei a verdade.


(e agora lembrei-me que tive de ler esse livro no secundário e que gostei muito. vai ser uma boa segunda leitura)

Ana disse...

ouch

[lembrei-me do mesmo ivan (até o filme vi), e acho que está na hora de lá voltar]

obrigada pela recordação menina *

menina tóxica disse...

ana, pois não. andamos para áí todos às cabeçadas*

ivan, nem eu. eu não tive de ler carlos de oliveira, snifs.

Ana, de nada. como já disse, isto não foi leitura obrigatória para mim ora bolas ;)*