30.1.08



As mães, e até as que não eram mães,
achavam salutar que mergulhasses no mosto,
na promessa apenas desse vinho tinto
que ao enrijecer os músculos
despertava a alma para infâmias e paixões.

Que diriam agora, se o pudessem dizer,
essas mães? Deixa, qualquer abismo serve:
perdeste a infância e não encontraste o mundo.


Manuel de Freitas

Imagem: froststick

6 comentários:

menina limão disse...

foda-se. é só o que me ocorre dizer perante essa foto.

lebredoarrozal disse...

eu é mais, foda-se, que frase dura de ler:|

saudosista do futuro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
saudosista do futuro disse...

furo a imagem e o texto. digo: foda-se, fodasse, fo.dasse. enquanto ela come compenetrada o mundo com os olhos e isso apetece sempre.
_______________________________________________
_______

Vanessa disse...

outchhhh! fónix, que fotografia surreal! e que frase potente!!!

(...)

clap! clap! clap! [ palminhas! ]

beijo*

menina tóxica disse...

limãozinha, já tinha a foto há algum tempo. depois encontrei este poema e fez-se luz :) ou não.

lebre, ainda me custa lê-la também*

saudosista, comer o mundo é sempre boa ideia, não? :)

vanessa, também adoro a imagem, obrigada ;)*