14.1.08

Trégua



Hoje estou velha como quero ficar.
Sem nenhuma estridência.
Dei os desejos todos por memória
E rasa xícara de chá.

Adélia Prado

Imagem: AshtrayAngel

3 comentários:

verdades_e_poesia disse...

Boa escolhas! Combinam muito bem! Kiss

Tinta no Bolso disse...

quero ficar velho não ficando velho

morrer por ir vivendo

menina tóxica disse...

verdades, obrigada :)*

tinta no bolso, pode ser assim também para mim. quero igual se faz favor.