13.4.09

Photobucket

Às vezes é tão bom ver nascer uma estrela

ao fim da tarde, à hora em que declina
a alegria dos pássaros,
este verde sem alma nem corpo

talvez ainda à flor de uma canção.

De rumor em rumor
absorvo o que resta dos deuses
entre o cheiro da terra e o calor de uns lábios - os teus,

esses que nunca me beijaram.

Paisagem acabada de morrer,
aceita-me e ensina-me p’Io menos
uma simples palavra.

Só queria uma palavra que te amasse
pela primeira vez. Desisti de saber
onde mora o teu rosto, onde começa
a sua melodia - meu amor,
acredita,
às vezes é melhor ficar assim,
ver como o céu se despe ou se despede
de tudo o que foi luz e se transforma agora
na música das sombras.

Fernando Pinto do Amaral

Imagem: grenasse

2 comentários:

Vanessa disse...

oh pah, tens sempre aqui coisas tão lindas! :D

beijinho*

(aqueles vestidos ali em baixo são a coisa mais fofa. e há dias que ando para te dizer isto! :p)

menina tóxica disse...

oh menina, obrigada ;))*