22.1.10

Photobucket

será feita de aves a primeira sensação da manhã
ser-nos-ão concedidos os dons do voo e do sonho permanente
juntos descobriremos a fonte do nocturno bosque
e a sabedoria do estritamente necessário
despojar-nos-emos dos corpos
dos objectos acumulados na memória

do sonho e do outro utópico chegará a metamorfose
o tempo será rigorosamente prolongado a cada enxertia dos pomares
da mesma árvore derramar-se-ão frutos diferentes
quando os dias se tornarem mais nítidos

o regresso é demorado
avança manhã adiante
com o crescimento das mãos e da sageza


Al Berto
Imagem: sensing-owls

8 comentários:

andreia disse...

parece primavera com este post (:

Luiza M. Nogueira disse...

o sonho, o tempo, a vida e os pássaros.

Fala tanto a poesia que me perdi nas palavras. :)

Beijos

bruno disse...

é muito bonito este poema.
beijinhos, tóchica.

Vanessa disse...

tão bonito. tudo. :)

h. aires disse...

Al Berto

menina tóxica disse...

andreia até eu tenho saudades da primavera*

luiza, é bom perdermo-nos nas palavras :)*

bruno, é sim.
beijinho tóchico*

vanessa :)*

h. aires, nem mais.

ana salomé disse...

tudo tão bonito, menina. já não vinha aqui há um tempo - que maluquita que sou. muito, muito bonito. *

menina tóxica disse...

ana, obrigada maluquita. eu também sou, quase sempre*